Portas de correr: uma opção elegante para driblar a falta de espaço

Postado por:Admin - 29/05/2017 06:25 -

Hoje, as portas de correr fazem parte de muitas residências, dividindo ou integrando variados ambientes, com elegância e sem ocupar tanto espaço.

 

Ótimas aliadas da decoração, as portas de correr se deslocam sutilmente na horizontal, e podem ser usadas em todos os tipos e tamanhos de ambientes e, no caso dos ambientes pequenos, têm ainda a vantagem de contribuir para a otimização do espaço.

Atualmente, existem diversos modelos de portas de correr. Mas, os mais utilizados hoje são os de tamanhos grandes, que permitem que a porta fique fixada no teto e seja sem trilho na parte de baixo (só uma guia bem discreta no cantinho da parede).

As portas de correr podem ainda ser feitas de diversos materiais, como madeira ou mdf com acabamento laqueado, madeira natural (lisa ou com frisos), vidro (de diversas cores) e outros mais. Assim, permitem mil e uma possibilidades e agradam a todos!

ADVERTISING

 

Como usar portas de correr em diferentes ambientes

Foto: Reprodução / Cristina Reinert

As portas de correr podem ser usadas na cozinha, nas salas, nos quartos, nas áreas externas e até nos banheiros com diferentes propostas e objetivos. De forma geral, cada tipo de ambiente exige uma atenção especial na hora da escolha.

Abaixo você confere dicas de como escolher a porta de correr ideal para os diferentes espaços da casa e pode se inspirar com lindos modelos!

Portas de correr para cozinhas

Aposta em muitas casas, as portas de correr podem ser utilizadas para separar a cozinha dos outros cômodos ou até mesmo para integrá-la a uma sala de estar com estilo. As possibilidades são inúmeras!

A arquiteta e designer de interiores Ana Rita Sousa e Silva, do escritório AR Arquitetura & Design, explica que, neste caso, é importante que as portas tenham uma abertura considerável, para que os eletrodomésticos passem por elas. O material também deve ser resistente à água e lavável.

“O puxador é outro fator muito importante neste caso, pois ele tem que ser de pegada firme, não pode ser nada escorregadio ou que a mão não consiga agarrá-lo de forma firme… Puxadores ‘cava’, por exemplo, não são uma boa opção. Prefira os de tipo alça”, destaca Ana Rita.

“Como são portas que normalmente terão uma frequência de abertura intensa, evite portas embutidas ou com trilhos embutidos que dificultem a manutenção”, acrescenta a arquiteta.

Foto: Reprodução / Crespcar Esquadrias

Foto: Reprodução / Arquiteto Aquiles

Foto: Reprodução / Arquiteto Aquiles

Foto: Reprodução / Arquiteto Aquiles

Foto: Reprodução / Ouriço Arquitetura e Design

Foto: Reprodução / Ouriço Arquitetura e Design

Foto: Reprodução / Ateliê de Arquitetura

Foto: Reprodução / Anastasia Arquitetos

Foto: Reprodução / Rosana Pinto Arquiteta

Foto: Reprodução / Claudia Arakaki Interiores


Gostou do conteúdo? Então leia mais sobre